quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Porque tem que ser tão díficil?

Tenho me esforçado ao máximo, mas como tenho tido dificuldades no meu dia a dia.
Não tem um dia sequer que passa em que não lamento profundamente a falta de minha mãe, não sei se foi o histórico da vida dela que me faz sentir assim, mas me sinto cada dia mais fracassada nas minhas funções, sinto que por mais que amo minhas filhas não sou uma boa mãe , não sou uma boa esposa e depois que me mudei da minha cidade natal, não fiz sequer uma amiga e olha que já se foram 15 anos que sai de casa.
Não sei , me sinto em pedaços, longe da minha familia , num mundo que do rosa não tem nada.
Tento, juro que me esforço mas desisto logo.
Segunda feira minha filha Heloisa passará por duas cirurgias, e me pego com o coração mas amargurado que o comum, sem ter com quem falar, sem ter com quem abrir meu coração.Os dias me fizeram aceitar mais as coisas e é claro que hoje entendo muito mais o sofrimento das pessoas, mas demora né!Achava as pessoas fracas isso quando ainda tinha minha mãe , hoje a fraca sou eu, talvez seja porque ela era minha fortaleza , meu porto seguro.
Estela minha filha mais nova já está com onze meses, é linda e geniosa , cada da mais geniosa , não é fácil lidar com ela, com seu jeito manhosa e birrenta tem tudo que quer, Heloisa já vai completar 4 anos e em virtude do problema de audição fará uma cirurgia no ouvido, ela por sua vez , sinto que está muito de lado, sempre com alguém brigando com ela por conta da irmã, Heloisa não faz barulho! Heloisa não pula! Heloisa não acorde sua irmã!, acho que ela está perdendo um pouco da infância, pórem torço de coração que uma seja companheira da outra e se amem, aliás foi por isso que tive duas filhas.Mas Heloisa menina esperta, inteligente, seu sorriso de arteira com seus cabelos loirinhos...Tenho duas filhas lindas e nela coloco toda a esperança que tenho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário